Era da informação? Era do cliente? Não, esta é a era da urgência

Era da informação? Era do cliente? Não, esta é a era da urgência
Você deve se preparar para ela, liberando estratégia, estrutura e pessoas Se sua organização ainda tem a esperança de liderar uma corrida sem linha de chegada nos dias de hoje, precisa ser reconcebida para se tornar adaptável e muito rápida na saída dos pit stops. Quando se concorre em mercados que se movimentam com muita rapidez, o mais provável é ficar para trás. Veja a seguir o que é necessário para se preparar. Aceite o imperativo da urgência Cu...

O que falta para a China liderar o comércio mundial?

O que falta para a China liderar o comércio mundial?
Não será surpresa se em 5 a 10 anos o país passar de uma situação de grande superávit comercial para déficit expressivo. Volto ao tema da guerra comercial iniciada por Donald Trump, hoje focando as opções da China. O pano de fundo é a evolução da balança comercial dos dois países. A China exporta 2,1 e importa 1,6 trilhão de dólares ao ano, acumulando portanto um superávit de US$ 500 bilhões com o mundo, resultante principalmente do crescimento vertigi

Empresas abrem vagas só para profissionais maduros

Empresas abrem vagas só para profissionais maduros
Melhor atendimento e menos faltas são alguns dos motivos de preferência por mais velhos. A ex-secretária Ana Helena Sonoda, 60, já estava convencida de que sua idade era um empecilho para conseguir trabalho quando descobriu um anúncio de vaga cujo principal requisito era ter mais de 50 anos. “Fiquei incrédula. Achava impossível que estivessem mesmo valorizando mão de obra da minha idade.” Ela acabou conseguindo uma das 40 posições de auxiliar de aer

O que aprendi quando voltei a ser liderado

O que aprendi quando voltei a ser liderado
 Voltas que o mundo dá e, anos atrás, eu finalmente realizava o sonho de trabalhar na diretoria do grande banco no qual fiz carreira por uma década antes de empreender. Embora se tratasse de uma promoção, após um bom tempo liderando equipes de aproximadamente vinte funcionários, eu não seria mais “gerente” e sim "assessor". Teria um líder e não lideraria ninguém. A experiência me trouxe uma infinidade de desafios: atuação no nível estratégico da organizaç

Objetivos e perseverança

Objetivos e perseverança
Será possível realizarmos mais do que temos realizado? Poderemos ser mais felizes e saudáveis do que temos sido? Estas e outras perguntas a elas diretamente relacionadas são sempre formuladas por profissionais das mais diversas áreas de atuação, em todo o tempo e lugar.  Será que existe uma resposta, clara e objetiva para elas?  Sim, existe e é exatamente esta: “SIM, é possível!” Podemos realizar mais, podemos ser mais saudáveis, mais felizes.  Mas com